Salva com Pé

Nº de referência da peça: 
C646

Faiança portuguesa, decoração “Pré-Aranhões”.
Lisboa, 1620-1640
Dim.: 22,0 cm
Prov.: Colecção particular, Alcobaça

Portuguese faience, decoration "Pré-Aranhões"
Lisbon, 1620-1640
Diam.: 22.0 cm
Prov.: Private collection, Alcobaça

Rare moulded footed salver of jagged cut-out lip, decorated in cobalt-blue pigment on tin-white enamel. In the centre, defined by a circular fillet, an exotic landscape with branches and foliage from which stands-out large rabbit on a rocky outcrop.
The lip, with ten identical jagged edge sections, is divided in six asymmetrical segments alternating artemisia leaves and daisies, separated by bow and seal small columns that extend into the well. On the reverse and the foot a composition of loose cobalt-blue painted foliage appointments.
Similarly to the previous piece the shape of the present salver is inspired by 16th and early 17th century silver pieces, the Chinese influenced decoration graciously adapted to the jagged edged lip. Albeit unusual, there are other contemporary faience pieces of cut-out lips described in the literature, some of gadrooned edges decorated with Chinese motifs or cherubs, such as the examples form the Museu de Artes Decorativas in Viana do Castelo or the Museu Nacional de Arte Antiga in Lisbon.

Rara salva moldada, com pé, de formato reduzido e aba inteiramente recortada, coberta de esmalte estanífero branco, com decoração pintada a azul-cobalto.
Centro definido por filete circular, preenchido por paisagem exótica com várias ramagens, destacando-se a representação de um coelho sobre uma rocha.
A aba é formada por dez recortes, sobre os quais estão pintadas seis reservas, preenchidas alternadamente por folhas de artemísia e ramos de boninas, separadas por colunelos com laços e selos, prolongando-se esta decoração pelo covo.
No tardoz, apontamentos soltos de folhagens, pintados a azul na aba e no pé circular.
Tal como referido na peça anterior, a forma é inspirada nas salvas de pé de quinhentos e a primeira metade de seiscentos. É com muita graciosidade qua a decoração ao gosto chinês da aba se adapta ao recorte da salva de inspiração seiscentista.
Apesar de muito pouco usuais, são conhecidas outras peças de faiança seiscentista recortadas, algo insólitas, inspiradas pelas salvas de prata deste período, com orla gomada decorada com motivos chineses ou por querubins, como é o caso de exemplares existentes no Museu de Artes Decorativas de Viana do Castelo e no Museu de Arte Antiga, Lisboa.

  • Arte Portuguesa e Europeia
  • Azulejos e Faianças

Formulário de contacto - Peças

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Image CAPTCHA
Enter the characters shown in the image.